Menina vence leucemia após receber doação de medula: 'Se você pode salvar alguém diga sim, doar é amor"

Menina foi diagnosticada com a doença em 2018. Ela recebeu doações de sangue após uma campanha em MS e pôde receber o transplante de medula óssea do pai.
08/06/2019 07:12 Saúde
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Os avanços da medicina e a cura de doenças graves trazem alegria, conforto e vida nova para milhares de pessoas em todo mundo. O que era impossível agora é realidade graças também às doações de sangue, órgãos e medula óssea. E é esta corrente de solidariedade que trouxe a cura para Yasmin Paula de Oliveira, de 7 anos, moradora de Campo Grande. Durante um ano, a menina lutou contra a leucemia.

A família dela descobriu em março de 2018, quando Yasmin começou a reclamar de dores, teve febre e anemia. Para um diagnóstico exato, ela precisava fazer um mielograma, mas, o hospital em que ficou internada na capital sul-mato-grossense não tinha a agulha específica para fazer a coleta da medula óssea.

Foi aí que a família decidiu ir às pressas para fazer o tratamento em Barretos (SP), já que ele existe um hospital de referência no tratamento de câncer. Em seguida, houve a confirmação da doença e a menina passou por inúmeros procedimentos. Em setembro, quando estava pronta para o transplante, ela foi para São Paulo onde recebeu a medula do pai.

Aos poucos, Yasmin está voltando à rotina. Cada passo da filha é uma vitória para mãe, Beatriz Paula de Oliveira, que também não esconde o sorriso.

Os médicos deram alta para Yasmin em maio deste ano. Ela é a prova de que um ato de amor e solidariedade pode salvar uma vida. Doação que ganha ainda mais destaque neste junho vermelho.

A menina vive cada momento com a inocência de uma criança, mas, também com a consciência de que ganhou uma vida nova. Agora, ela quer mesmo é aproveitar os cabelos crescendo.

A doação de medula pode ser feita por pessoas de 18 a 50 anos, após se cadastrarem no Registro Brasileiro de Doadores. Em Campo Grande, os testes para entrar no cadastro podem ser feitos no Centro de Hematologia e Hemoterapia de Mato Grosso do Sul (Hemosul), que fica na avenida Fernando Correa da costa, n° 1.304.

Fonte: G1 MS

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do General Salgado News.