CIÊNCIA

Exercício físico reverte atrofia muscular e prolonga sobrevida em casos de câncer

A pesquisa foi realizada por grupo de pesquisadores brasileiros em animais

Foto: Reprodução Foto: Reprodução

Estudos feitos em animais mostraram que exercícios físicos reverteram atrofias musculares causadas pelo câncer e prolongaram em 30% a sobrevida das cobaias com tumores. A análise foi conduzida por um grupo de pesquisadores brasileiros e publicada na revista Molecular Metabolism.

De acordo com o material, o tumor precisa interagir com o organismo para se desenvolver e ele acaba tirando toda a proteína guardada nos músculos esqueléticos para conseguir crescer. Nesse processo, o paciente acaba perdendo força e massa.

Ratos com a doença foram submetidos a treinamento físico semelhante à corrida e caminhada adaptadas e viveram mais do que aqueles que ficaram sedentários.

Análises minuciosas nos animais revelaram que a prática modificou 12 proteínas em sentido oposto ao câncer.

Segundo informações da Agência de Fomento à Pesquisa de São Paulo (Fapesp), também foram investigados os mecanismos que estão envolvidos no processo de perda de massa do músculo esquelético em consequência do câncer, e como o exercício físico surge como uma forma de recuperá-lo. Para isso, foram realizadas análises em cultura celular de camundongos e humanos.

Os resultados mostraram variações positivas na produção de certas proteínas e que o exercício traz o músculo de volta para um estado normal.

Comentários