Justiça faz audiência sobre assassinato de advogado em Rio Preto

Advogado José Arthur Vanzella Sebba, de 32 anos, foi morto com um tiro na nuca em julho do ano passado. Na audiência foram ouvidas 15 pessoas.
20/07/2018 07:55 Região
Conhecido como Thui Seba, advogado foi morto a tiros em Rio Preto (Foto: Reprodução/Facebook)
Conhecido como Thui Seba, advogado foi morto a tiros em Rio Preto (Foto: Reprodução/Facebook)

A Justiça fez nesta quinta-feira (19) uma audiência sobre o assassinato do advogado José Arthur Vanzella Sebba, de 32 anos, morto com um tiro na nuca em julho do ano passado. Na audiência foram ouvidas 15 pessoas.

A audiência terminou por volta das 17h30 e Cláudio Yuri voltou ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Rio Preto.

De acordo com os advogados dos réus, uma nova audiência foi marcada para o dia 17 de outubro. Eles não deram detalhes sobre os depoimentos pois o caso está em segredo de Justiça. Os familiares dos réus não quiseram comentar o caso.

Segundo a investigação, o sócio dele é apontado pela polícia como mandante do crime, que aconteceu em um loteamento na região norte. Para a promotoria não há dúvida que Cláudio Yuri Baptista contratou um matador de aluguel e pagou para ele R$ 50 mil para matar o sócio e também amigo. O acusado de matar José Arthur não prestou depoimento nesta quinta-feira.

O motivo do crime, o que apontou as investigações, seriam três apólices de seguro de vida da vítima que tinham como beneficiário Cláudio, que foi preso logo depois do crime. Ele entrou com pedido de liberdade no Superior Tribunal de Justiça, mas não conseguiu o direito de responder ao processo em liberdade.

O advogado José Arthur Vanzella Seba, de 32 anos, era filho do secretário de planejamento de Votuporanga (SP), Jorge Augusto Seba.

Ele era conhecido como Thui e, de acordo com a polícia, foi com o sócio, de 27 anos, ver um terreno para comprar e investir no bairro Buriti, zona norte de São José do Rio Preto (SP). No local, Seba foi morto a tiros.

Fonte: G1

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do General Salgado News.