Guarda que perdeu a perna após tiroteio em Rio Preto ganha prótese

Cleyton Gomes, de 31 anos, ficou internado por quase dois meses depois que foi atingido por um projétil disparado por uma quadrilha que assaltava uma joalheria, em julho de 2017.
08/04/2018 06:40 Região
Guarda que foi baleado em Rio Preto (SP) recupera movimento das pernas após receber prótese (Foto: Reprodução/TV TEM)
Guarda que foi baleado em Rio Preto (SP) recupera movimento das pernas após receber prótese (Foto: Reprodução/TV TEM)

Passo a passo, o guarda municipal que foi baleado durante um tiroteio em um assalto a joalheria de São José do Rio Preto (SP), em julho do ano passado, se recupera após perder uma das pernas. Por causa do tiro, o agente precisou ter o membro amputado.

O agente recebeu alta da reabilitação no Instituto Lucy Montoro na quarta-feira (4), após sete meses de tratamento. Cleyton Gomes, de 31 anos, ficou internado no hospital por quase dois meses para tentar recuperar a perna atingida pelo projétil, no entanto, os médicos optaram pela amputação devido à gravidade da lesão.

Apesar da difícil decisão, o guarda não desanimou e foi encaminhado ao Instituto Lucy Montoro para iniciar a readaptação dos movimentos com uma prótese.

“Foi trabalhada a parte de equilíbrio, força muscular para poder usar a prótese. Ele fez os treinos e agora ele recebe a prótese com tratamento todo finalizado de reabilitação”, explica a fisiatra Vera Regina.

Foram aproximadamente 90 sessões de fisioterapia – três vezes por semana. Ele confessou que um dos principais objetivos agora é voltar a treinar para corridas de rua e andar de bicicleta. Para isso, ele terá de se adaptar a uma prótese com lâmina, modalidade normalmente usada por paratletas.

Cinco suspeitos de fazerem parte da quadrilha foram presos pela Polícia Civil em São Paulo e também na Baixada Santista. Câmeras de segurança registraram a ação dos criminosos (veja abaixo), que além de Claiton, também deixou uma guarda ferida.

Além deles, um jovem de 17 anos, que passeava pelo Calçadão de Rio Preto durante o assalto, foi atingido por uma bala perdida e morreu no local.

Nas imagens é possível ver o momento em que um carro estaciona em frente a loja que foi assaltada. Três ladrões descem, o carro faz o retorno e estaciona do outro lado da rua.

Dentro da joalheria, os assaltantes rendem as funcionárias e pegam joias, semijoias e relógios. Ao saber do assalto, dois guardas municipais se aproximam, descem da bicicleta e, neste momento, um dos criminosos que estava no carro desce, atravessa a rua e atira contra os dois.

Fonte: G1 Rio Preto e Araçatuba / G1

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do General Salgado News.