Candidatos da região mantêm verdadeiras fortunas em mãos

09/09/2018 09:09 Política
Candidatos da região mantêm verdadeiras fortunas em mãos
Candidatos da região mantêm verdadeiras fortunas em mãos

Já está publicada no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a declaração de bens de todos os postulantes a cargos eletivos no próximo pleito de 7 de outubro. Inclusive os candidatos a deputado que buscam representar a população da região, tanto na Assembleia Legislativa quanto na Câmara Federal. A declaração é obrigatória e está disponível para consultas de qualquer cidadão no endereço divulgacandcontas.tse.jus.br/divulga. Em São Paulo, os eleitores votarão em um deputado estadual, um federal, dois senadores, um governador e um presidente da República.

Candidato à reeleição, o deputado estadual de Fernandópolis, Gilmar Gimenes (PSDB) é o mais rico entre os pretensos representantes da região. Sua declaração de bens ultrapassa R$ 23 milhões. Contudo a variação em relação à última eleição, na qual ficou como suplente, foi abaixo de 1%.

Seu bem mais valioso é um apartamento de R$ 6 milhões. Em seguida aparece um prédio comercial de R$ 5 milhões. Mas há imóveis em Rio Preto, aplicações, dinheiro em espécie e veículos.

Igualmente em campanha pela reeleição, o deputado federal Fausto Pinato (Progressistas) é o que teve o maior aumento de patrimônio desde a última eleição. Há quatro anos, o parlamentar, que também tem domicílio eleitoral em Fernandópolis, registrou bens de R$ 117.341,13. Agora declarou possuir patrimônio de R$ 346 mil.

Curiosamente, Pinato declarou manter consigo R$ 181 mil em espécie e apenas R$ 346,66 em duas contas correntes com saldo de R$ 256,85 e R$ 89,81.

Ainda entre os que lutam pela reeleição, a deputada estadual Analice Fernandes (PSDB) declarou possuir R$ 2.764.468,00 em bens. O montante é 43,88% maior que os R$ 1.920.642,22 que alegou possuir em 2014.  O mais valioso deles são 99% das quotas sociais da empresa Loren Administração Imobiliária Ltda, com sede em Taboão da Serra, onde mora a candidata. As cotas valeriam, R$ 2.312.543,92, segundo a declaração de bens da deputada. Contudo, segundo a Jucesp (Junta Comercial do Estado de São Paulo), a imobiliária tem capital de R$ 2.512.064,00, quase R$ 200 mil a mais.

Carlão Pignatari (PSDB), de Votuporanga, declarou possuir R$3.614.087,14 em bens. Em 2014, ele possuía R$ 2.486.365,79. A evolução em quatro anos foi de 45%.

Chama a atenção a grande quantidade de dinheiro que ele mantem em espécie. Nada menos que R$ 800 mil. Metade “em seu poder” e a outra metade em poder dos quatro filhos. R$ 100 mil com cada um.

Itamar Borges (MDB), de Santa Fé do Sul, declarou patrimônio de R$ 2.117.099,70, 38,8% a mais que os R$ 1.524.934,20 declarados na última eleição há quatro anos.

Entre os bens do santafessulense estão um apartamento avaliado em R$ 800 mil, aplicações e investimentos não especificados que chegam a R$ 653.965,58 e, acredite se quiser, uma linha telefônica que vale, segundo sua declaração, R$ 4.934,20

Outro deputado federal da região, Rodrigo Garcia (DEM) deixou a câmara para se candidatar a vice-governador de São Paulo na chapa encabeçada por João Doria (PSDB). Ele declarou patrimônio de R$ 3.795.930,27. Aumento de 2,7% em relação à ultima eleição. Somente em cotas de capital da empresa Centroeste Part e Agropecuária, Rodrigo mantém R$ 2 milhões. Mas seu patrimônio inclui imóveis na capital paulista, veículos e R$ 355.500,00 em conta corrente.

Entre candidatos que atualmente não ocupam mandato, o ex-prefeito de Olímpia, Geninho Zuliani (DEM) foi o que mais cresceu. Neste caso, a comparação é com valores informados em 2012, quando foi reeleito prefeito. Atualmente ele possui bens avaliados em R$ 639.473,00. Valor 265% maior que o da declaração anterior.

PRATAS DA CASA

Entre os que disputam votos nas ruas de Jales, Beto Mariano, que concorre a deputado federal pelo Patriotas, declarou possuir R$ 331,5 mil. Seu maior patrimônio é uma casa de R$ 280 mil, mas também há veículos. Curiosamente, Luis Henrique Vicente de Oliveira disputa o mesmo cargo pelo mesmo partido que Mariano. Ele declarou possuir R$ 41.588,22 em bens. E é a primeira vez que Henrique concorre, portanto, não há declaração de bens anterior.    

Luiz Henrique Moreira (Podemos) e Edson Sakashita (PHS) são outros dois candidatos que disputam a eleição usando como argumento o domicílio eleitoral jalesense. Ambos concorrem a deputado estadual e são candidatos pela primeira vez. As declarações de bens dos dois mostra pequena diferença entre eles. O delegado Sakashita possui R$ 1.545.322,11 em patrimônio. Seu bem mais valioso é um terreno de R$ 556.805,26, mas há diversos imóveis de valores variados, duas cadernetas de poupança e duas contas correntes.

Já o empresário Luiz Henrique Moreira declarou possuir R$ 1.433.028,00 em bens. Entre eles uma casa de R$ 293,750,00, um prédio comercial de R$ 260 mil e um veículo de R$ 233.800,00

Fonte: Atribunanaweb.com.br/

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do General Salgado News.