Piloto que fez manobras irregulares às margens do Rio Tietê diz à polícia que tentou desviar de pássaros

Ele foi flagrado fazendo manobras arriscadas e decolando com bimotor às margens do Rio Tietê, em Araçatuba (SP). Anac investiga o caso.
13/08/2019 04:48 Policial
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Polícia Civil ouviu o dono do avião que foi flagrado fazendo manobras irregulares às margens do Rio Tietê, perto de um condomínio de Araçatuba (SP), no fim de junho. Vídeos das manobras viralizaram nas redes sociais e chegaram até a polícia e Anac.

Segundo a polícia, o empresário Rodrigo Maia Jacinto, dono da aeronave, admitiu que era ele quem estava pilotando, e que fez a manobra para desviar de pássaros. A reportagem da TV TEM procurou a o empresário, mas não obteve retorno.

Um inquérito foi aberto em julho deste ano e continua sendo investigado. Na época, o delegado Getúlio Nardo Filho alegou ao G1 que as manobras poderiam ter provocado uma tragédia e a lei determina os locais corretos de pouso e decolagem.

Desde que vídeo foi divulgado, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), interditou a aeronave e instaurou processo administrativo para apurar o caso.

Na imagem, é possível ver que o avião decola de uma propriedade rural às margens do rio. O piloto faz a manobra passando próximo à superfície do rio, e depois passa por cima de árvores e de uma construção. Ele passa, inclusive, perto de pessoas que estão filmando a manobra.

O piloto parece ter dificuldade de decolar e em um determinado momento quase bate na água.

A Anac teve acesso aos vídeos. No caso do avião que foi identificado, um servidor da agência fez um memorando para a própria agência pedindo para que o caso fosse investigado. O avião chegou a ser interditado por causa dessas manobras. Anac e Polícia Civil estão investigando o caso.

Os vídeos que foram divulgados nas redes sociais aparecem dois aviões. O dono do outro avião, que nos vídeos aparece pousando em uma área de preservação, no mesmo local, já tinha sido ouvido pela polícia em julho.

Ele disse que foi até o condomínio para uma confraternização e que um irmão dele estava pilotando. O irmão também foi ouvido e admitiu o fato. O caso foi enviado para o Fórum de Araçatuba.

Por telefone, o pai do dono desse segundo avião confirmou o que foi dito em depoimento a polícia.

Fonte: G1

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do General Salgado News.