Caso Kelly Cadamuro: réus são ouvidos, mas condenações ficam para junho

Audiência aconteceu nesta quarta-feira (16), em Frutal (MG)
16/05/2018 14:33 Justiça
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Foram ouvidos nesta quarta-feira (16), em audiência de instrução e julgamento, três homens acusados de envolvimento na morte de Kelly Cadamuro, de 22 anos. O caso tramita na Vara Criminal de Frutal (MG).

O crime aconteceu em novembro de 2017. Cadamuro foi brutalmente assassinada depois de combinar uma carona em um grupo do WhatsApp.
 

Reprodução
Kelly Cadamuro foi assassinada por Jonathan Pereira do Prado

 


Jonathan Pereira do Prado, de 33 anos, confessou o crime e foi indiciado por latrocínio, estupro e ocultação de cadáver. Os outros dois envolvidos são Wander Luís Cunha e Daniel

Theodoro da Silva, que respondem por receptação - eles teriam comprado objetos roubados da jovem.

Além dos réus, testemunhas de defesa e acusação falaram sobre o que sabem do crime, tanto antes da jovem pegar a carona quanto posteriormente, quando identificaram o autor e os outros envolvidos.

Apesar das condenações dos réus ser algo esperado para hoje, as decisões só devem sair em junho. O processo tramita sob segredo de Justiça.

 

 

 

 

 

 

Fonte: DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO / SBT Interior

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do General Salgado News.