Nova Palmira realiza sonho ao abandonar as fossas sépticas

A obra foi licitada no valor de R$ 346.274,75 (trezentos e quarenta e seis mil, duzentos e setenta e quatro reais e setenta e cinco centavos), recursos liberados através da FEHIDRO - Fundo Estadual de Recursos Hídricos, com uma contrapartida da prefeitura municipal no valor de R$ 6.925,49 (seis mil, novecentos e vinte e cinco reais e quarenta e nove centavos).
10/07/2018 16:16 General Salgado
Este é o maior investimento em saúde pública realizado em Nova Palmira, há muitos anos almejado pela população local. Com 100% do esgoto coletado e tratado,
Este é o maior investimento em saúde pública realizado em Nova Palmira, há muitos anos almejado pela população local. Com 100% do esgoto coletado e tratado,

Por dezenas de anos e através de várias administrações, o sonho do saneamento básico em Nova Palmira, distrito de General Salgado, ficou estagnado. O projeto custou a sair do papel, pois se trata de um projeto caro e o retorno financeiro se tornava inviável.

Porém, pelo bem da saúde da população local, finalmente, a atual administração conseguiu desencantar esse sonho e foram iniciadas,  na semana que passou, obras de implantação do Sistema de Rede Coletora e Ramais de ligação de Esgotos no distrito de Nova Palmira.

A obra foi licitada no valor de R$ 346.274,75 (trezentos e quarenta e seis mil, duzentos e setenta e quatro reais e setenta e cinco centavos), recursos liberados através da FEHIDRO - Fundo Estadual de Recursos Hídricos, com uma contrapartida da prefeitura municipal no valor de R$ 6.925,49 (seis mil, novecentos e vinte e cinco reais e quarenta e nove centavos).

A SABESP, que já administra a distribuição de água no distrito, passará também a administrar o sistema de 1.720,80 metros de rede coletora e 84 ramais de ligação de esgotos, que visa solucionar o problema de coleta e destinação correta do esgoto doméstico para tratamento, sendo prevista para coletar esgoto de 210 habitantes.

A obra prevê solucionar o problema da disposição do esgoto em fossas sépticas, até então realizada na comunidade, as quais trazem problemas estéticos, ambientais e principalmente sanitários, que podem afetar a saúde da população, favorecendo a dispersão de doenças infectocontagiosas causadas por microorganismos existentes no esgoto não tratado e dispostos de forma inadequada.

“Este é o maior investimento em saúde pública realizado em Nova Palmira, há muitos anos almejado pela população local. Com 100% do esgoto coletado e tratado, Nova Palmira terá uma melhor qualidade da saúde. Esse é um desejo antigo dos moradores e um projeto que se arrasta por muitas administrações. Estou feliz em fazê-lo sair do papel”, declarou o prefeito Leandro de Oliveira.

Fonte: Agazetadaregiao./ Glaucia Gimenes

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do General Salgado News.