Internacional pressiona, mas não sai do zero contra o Cruzeiro

30/04/2018 07:20 Esporte
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Neste domingo, Internacional e Cruzeiro se enfrentaram pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, no Beira Rio, em Porto Alegre. O placar final de 0 a 0 ficou injusto para o Colorado, que pressionou demais no segundo tempo, mas acabou parando no goleiro Rafael, o nome da partida.

O atacante Lucca, ex-Corinthians e recém-chegado ao Rio Grande do Sul, fez sua estreia no segundo tempo, entrando muito bem, criando boas chances de gol, mas acabou levando um cartão amarelo por reclamação. Outra atração no banco era o lateral esquerdo Zeca, ex-Santos, que não participou do jogo.

Em compensação, a Raposa soma seu primeiro ponto no Brasileirão, mas pelo que foi a partida, o resultado ficou de ótimo tamanho, mesmo com a equipe na zona de rebaixamento, em 18º, com um ponto ganho. O Inter é o nono, com quatro pontos conquistados.

Na próxima rodada, o Internacional terá um compromisso difícil, diante do líder Flamengo, no Rio de Janeiro às 16h00 (horário de Brasília). O Cruzeiro, por sua vez, joga nesta quarta-feira pela Libertadores às 21h45, contra o Vasco, em São Januário.

O jogo – Nos primeiros minutos, o Internacional pressionava um Cruzeiro acuado em seu campo, e não conseguia sair com a bola. A primeira boa oportunidade foi em cobrança de falta do argentino D´Alessandro, a redonda passou raspando por cima do gol defendido por Rafael.

Aos 14 minutos, Bruno Silva recuou a bola, e Rafael defendeu com as mãos. O árbitro assinalou falta dentro da área em dois toques. Na cobrança, D´Alessandro rolou para Fabiano, que mandou uma bomba, mas pela linha de fundo. O Colorado seguia na pressão, Pottker cabeceou por cima, quase abrindo o placar.

Depois da pressão inicial, o Cruzeiro aos poucos tocava a bola para esfriar a partida, e tentar criar oportunidades. Porém, em pouco mais de meia hora com a bola rolando, a equipe era inofensiva, com o jogo ficando travado, e muitos erros de passe.

Entretanto, a Raposa seguia recuada no campo de defesa, enquanto os donos da casa seguiam tentando pressionar, mas, sem criar grandes chances. A maioria das finalizações explodia na defesa cruzeirense. Assim, a primeira etapa acabou em 0 a 0, com algumas vaias e protestos da torcida, que pedia para os jogadores “honrarem a camisa”.

Na base da empolgação, os comandados de Odair Hellman começaram bem a etapa complementar, cercando a área do time de Mano Menezes, e quase saíram na frente com Patrick, depois de cruzamento da direita. Bem colocado, o goleiro Rafael fez segura defesa.

O Internacional seguia pressionando, explorando especialmente, o lado direito de seu ataque, com muitos cruzamentos. O Cruzeiro seguia muito recuado, só explorando os contra-ataques e nas bolas paradas. Mancuello levantou na grande área, e Bruno Silva cabeceou sem perigo algum.

Aos 10 minutos, Patrick recebeu perto da entrada da área e bateu, mas Rafael fez uma bela defesa, com a mão esquerda, evitando o gol Colorado. A Raposa respondeu com Sobis, em chute da entrada da área, bloqueado pela defesa.

O segundo tempo era bem melhor, com as duas equipes buscando o gol, mas com maior domínio dos donos da casa, Pottker tentou da entrada da área, e a bola passou raspando a trave. Aos 19, Odair Hellman promoveu a estreia do atacante Lucca, ex-Corinthians, no lugar de Leandro Damião, que não fez um grande jogo, e ainda levou um cartão amarelo.

Após um bom tempo sem chegar, o time Celeste quase saiu na frente com Sobis de cabeça, ganhando dos dois zagueiros, mas mandando pela linha de fundo. Entretanto, quem seguia brilhando era o goleiro Rafael, que fez mais uma grande defesa em finalização de D´Alessandro. Na sequência, Lucca acertou o travessão, o gol estava maduro, e o Inter era muito superior ao adversário.

Lucca entrou muito bem no jogo, e quase abriu o placar, mas Rafael defendeu, e salvava o Cruzeiro de uma derrota. A pressão do time gaúcho era muito grande. A Raposa conseguiu encaixar um contra-ataque com Raniel, mas o jovem atacante demorou demais para definir a jogada, e sequer finalizou. O Inter seguia melhor, mas não conseguiu converter sua superioridade em gols, e a partida acabou em 0 a 0.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 0 X 0 CRUZEIRO

Local: Estádio Beira Rio, em Porto Alegre (RS)

Data: 29 de abril de 2018, domingo

Horário: 19h00 (horário de Brasília)

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)

Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)

Cartões Amarelos: Leandro Damião, Lucca, Iago e Victor Cuesta (Internacional) e Marcelo Hermes, Ezequiel e Robinho (Cruzeiro).

Cartões Vermelhos: –

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Fabiano, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado (Wellington Silva), Edenílson (Nico López), D´Alessandro e Patrick; William Pottker e Leandro Damião (Lucca).

Técnico: Odair Hellmann

CRUZEIRO: Rafael; Ezequiel, Manoel, Murilo e Marcelo Hermes; Lucas Romero, Bruno Silva, Mancuello (Ariel Cabral) e Robinho; David (Raniel) e Rafael Sobis (Rafael Marques).

Técnico: Mano Menezes

GazetaEsportiva

Fonte: Diego Alves

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do General Salgado News.